Investigadores honestos do 11/Set são perseguidos

por Chris Bollyn [*]

Sou um jornalista independente que tem investigado os acontecimentos do 11/Set desde aquele dia terrível em que as nossas vidas e a realidade política nacional foram drasticamente alterados.

Minha investigação original e artigos resultaram em várias descobertas que são decisivas para o entendimento do que realmente aconteceu no World Trade Center, no Pentágono e na mina desactivada em Lambertsville, Pennsylvania.

Infelizmente, porque as minhas descobertas não confirmam a versão conspirativa oficial, do governo, fui estigmatizado como "teórico conspirativo anti-governamental" por aqueles que se recusam a investigar qualquer prova que desafie a versão oficial.

Em 15 de Agosto de 2006, uma gang de três polícias à paisana veio à minha casa e atacou-me durante uma prisão injustificada. Fui alvejado por TASER quando estava imobilizado e o meu cotovelo direito foi partido em frente da minha esposa e da minha filha de oito anos. Os meus escritos tornaram-me alvo daqueles que se dedicam a promover as mentiras acerca do 11/Set.

Naturalmente, este assalto brutal prejudicou-me severamente. Fui atirado para uma cela sem água e disseram-me para "beber da toilet". Quando perguntei porque polícias à paisana com armaduras corporais rondaram em torno da minha casa, disseram-me: "Estávamos a vigiá-lo".

Fui processado a seguir com duas acusações inventadas de contravenção e imediatamente tornei-me o sujeito de uma bem orquestrada campanha internacional de descrédito — e, por extensão, dos meus escritos e investigações.

Agora enfrento um julgamento com júri em 31 de Maio no Cook County Circuit Court e gostaria que contactasse o presidente da municipalidade (mayor) e o chefe de polícia de Hoffman Estates e exprimisse a sua preocupação pelo que me aconteceu. Na América de hoje, o que aconteceu a mim poderia aconteceu a qualquer um. Por esta razão isto precisa ser tratado pelos cidadãos conscientes.

A informação para contacto está disponível aqui: http://www.bollyn.com/index/?id=10451

POR QUE OS INVESTIGADORES DO 11/SET SÃO PERSEGUIDOS?

Bollyn e o Prof. Jones. Três semanas depois de ter sido assaltado e preso, o Professor Steven E. Jones, da Brigham Young University, também investigador do 11/Set, foi difamado na estação local da NPR (National Public Rádio) como "anti-semita" e removido da sua posição como posição naquela prestigiosa escola Mórmon.

Na Primavera de 2006 Jones e eu colaborámos na sua investigação quanto ao metal fundido visto no World Trade Center. No Verão de 2002 eu havia sabido e relatado acerca do ferro fundido encontrado nos porões das três torres que entraram em colapso. Estes relatos despertaram o interesse de Jones vários anos depois. O seu interesse científico resultou na tese de que cargas de corte tipo térmite haviam sido utilizadas para facilitar a destruição das torres gémeas e do WTC 7 com 47 andares.

Levei a investigação de Jones à Universidade da Califórnia, em Davis, onde encontrei-me com o Professor Thomas Cahill. Cahill coleccionara dados e analisara o fumo (com um DRUM [1] em Davis) que emanara da pilha de entulho do WTC desde o princípio de Outubro até o Natal de 2001. A extraordinária abundância de partículas nanométricas no fumo indicava que o metal fundido por baixo das torres estivera mais quente do que o ponto de fusão do ferro e dos outros metais encontrados no fumo azulado. Esta é a espécie de prova que aqueles que apoiam a versão oficial odeiam.

CAMPANHA DE MEDO E DIFAMAÇÃO

Será que os ataques a mim e ao Professor Jones estavam relacionados? Será que fomos atacados, difamados e arruinados porque estivemos a perguntar demasiadas questões acerca do 11/Set? No seu artigo recente, "War and the Police State: Complicity of the American People" , publicado pelo Global Research, Donna J. Thorne escreveu:

"Receando a exposição, os Czars da Propaganda sabem que os 'adeptos da verdade' devem ser estigmatizados e desacreditados para a corrupção do governo e a fraude corporativa florescer sem peias".

"Tentativas de amedrontar para silenciar os dissidentes", escreveu Thorne. "Quando o Movimento pela Verdade ganha força e acumula credibilidade, os aproveitadores do medo começaram a apregoar mais uma 'ameaça' à Segurança Nacional – investigando mentes. Isto é uma notícia tanto boa como má. Já não somos ignoráveis. Temendo a exposição, o Czars da Propaganda sabem que os 'Adeptos da Verdade' devem ser estigmatizados e desacreditados para a corrupção do governo e a fraude corporativa florescer sem peias. Disto isto, prepare-se para uma intensificação da Campanha de Medo e Difamação. Qualquer grupo ou indivíduo que questione oralmente a estória oficial do 11/Set ou que exerça o direito de exigir a responsabilização do governo será etiquetado como "Anti-americano e anti-patriota".

Será que permitiremos isto? Será que nos levantaremos pela Verdade – ou silenciosamente nos submeteremos às mentiras?

24/Maio/2007

[1] DRUM: Davis Rotating Uniform, um monitor de partículas. O grupo Delta, de Davis, para a detecção e avaliação do transporte de aerossóis a grandes distâncias, efectua amostragens por meio de aparelhos (ver fotos ). Ver também http://delta.ucdavis.edu/WTC.htm

[*] Jornalista investigador. Seu sítio web: http://www.bollyn.com/.

O original encontra-se em www.globalresearch.ca


Este artigo encontra-se em http://resistir.info/ .
28/Mai/07