"Impedir o reforço do exército ucraniano"

por UNIAN

. Segundo informa o correspondente na Rússia da [Agência de notícias ucraniana] UNIAN , o conhecido político russo e economista assessor de Putin Serguei Glaziev declarou numa mesa redonda em Moscovo: "Quero recordar palavras de Churchill: 'Quem entre a vergonha e a guerra escolha a vergonha, recebe a guerra e vergonha ao mesmo tempo'. Esta é uma guerra moderna. Não significa que tenhamos de enviar tanques a Kiev, simplesmente temos o direito de travar o genocídio", afirmou.

Para isso, prosseguiu, é suficiente declarar uma zona de exclusão aérea e utilizar o mesmo método que os EUA já utilizaram contra a Líbia, onde os americanos primeiro declararam o encerramento do espaço aéreo, a seguir, a partir do ar, destruíram os blindados, a artilharia e a aviação, de modo que deixaram o exército governamental sem capacidade operativa. Nós ainda temos tempo de fazer isto, mas dentro de meio ano já não será possível, disse Glaziev.

Acrescentou que a Junta da Ucrânia tomou o rumo da militarização e da mobilização contra a Rússia. "Vejam a dinâmica: se em Dezembro havia 2 mil nazis em Kiev, em Fevereiro já eram 20 mil e em Maio 50 mil elementos armados; em meados do Verão serão 100 mil e no Outono 200 mil. No fim do ano poderão ter mais de 500 mil em armas ", disse Glaziev informando que na Ucrânia estão a reparar o material militar. "Estão a preparar contra nós um exército poderoso, um exército de nazis bem adestrados ideologicamente contra a Rússia... o objectivo final deles é a guerra contra a Rússia. Não podemos perder o Dombass e conservar a paz uma vez que o seu próximo objectivo declarado é a Crimeia.

Tal como em 2008 a Rússia deve esmagar rapidamente as forças militares construídas pelo imperialismo para desmembrar o território soviético, provocar a guerra civil e favorecer a colonização do povo.

"Há que declarar a zona de exclusão aérea e destruir o material blindado ucraniano"

No âmbito da mesa redonda "Rússia Hoje", Glaziev manifestou quanto à questão ucraniana. De acordo com as suas palavras, os EUA querem lançar uma guerra contra a Rússia e por isso Kiev está a aumentar seu potencial bélico. Na sua opinião, a Rússia ainda tem tempo de anular o exército ucraniano e deixá-lo inoperacional, mas dentro de seis meses já não será possível.

"Os EUA claramente empurram a Ucrânia à guerra contra a Rússia com o pretexto da Crimeia. Poroshenko já disse que a guerra contra a Rússia é a única maneira de recuperar a Crimeia", disse Glaziev na mesa redonda acerca da situação na repúblicas do Donbass e a posição da Rússia.

"Os americanos e suas marionetes ucranianas tomaram o caminho da militarização, da formação de um regime fascista ditatorial, da mobilização total da população contra a Rússia... A Ucrânia possui um enorme exército em ruínas... mas trabalham a todo vapor para restabelecê-lo. Nas fábricas de Karkov renovam os tanques e todo tipo de material. Hoje já há pelo menos 200 unidades blindadas em combate e a cada dia o seu número aumenta. O mesmo se pode dizer quanto à aviação", afirmou.

O assessor da Federação Russa acrescentou que a junta de Kiev utilizará todos os meios ao seu alcance para esmagar o Dombass até o fim, até a aniquilação total da resistência.

12/Junho/2014

Ver também:
  • Russia now enemy, so we'll help Ukraine build up military - NATO chief

    A versão em castelhano encontra-se em www.civilizacionsocialista.blogspot.pt/


    Esta notícia encontra-se em http://resistir.info/ .
  • /Jun/14