O governo grego arcará com uma grave responsabilidade se arrastar o país à participação num novo massacre na Líbia

por KKE [*]

Manifestação contra a NATO em Creta. "O que está a acontecer no Mediterrâneo?

Será que está a ser planeada uma nova intervenção imperialista contra a Líbia?

Qual é o objectivo do exercício "Phoenix Express 2016" da NATO na região?

Qual é o papel da base de Suda?

Qual é a finalidade da NOTAM (notificação a pilotos) que foi emitida pelo governo grego – em paralelo com as NOTAM da Itália e de Malta – quanto ao encerramento do espaço aéreo para aviões vindos da Líbia e as boas vindas a aviões da NATO dentro do espaço aéreo grego?

O governo grego está obrigado a dar respostas claras.

O KKE denuncia toda intervenção contra a Líbia e exige que não haja participação grega nos planos Euro-Atlanticistas.

A conversa sobre tratar os jihadistas, os quais são criação dos EUA e seus aliados, é um pretexto para justificar as guerras.

As operações militares imperialistas na Síria e no Líbano desde 2011 agravaram seriamente a situação na região, levaram a milhares de mortos e feridos e desenraizaram centenas de milhares de pessoas dos seus lares.

O governo SYRIZA-ANEL arcará com novas e graves responsabilidades se pretende arrastar o nosso país à participação em um novo massacre na Líbia no interesse dos monopólios".

30/Maio/2016

[*] Declaração emitida pelo Gabinete de Imprensa do CC do KKE

O original encontra-se em inter.kke.gr/...


Esta declaração encontra-se em http://resistir.info/ .
01/Jun/16