Que Pico Petrolífero?

– A extração por fracking não salvará os EUA da derrocada
– O Pico de Hubbert, que muitos preferem ignorar, manifesta-se sempre

Dmitry Orlov [*]

Óculos cor-de-rosa.

Uma nota rápida sobre nossa posição em relação à crise terminal da produção global de petróleo. Alerta: a [Teoria do] Pico Petrolífero está indo bem, afiando suas garras, a preparar-se para dar uma grande mordida pelo flanco. Por que todo mundo não está correndo com os cabelos em chamas por causa disso? Talvez algumas pessoas importantes estejam usando os óculos mostrados acima. Não tenho explicação melhor, desculpa!

Para recapitular, o Pico do Petróleo veio e se foi em 2005, causando um pico no preço do petróleo, seguido pelo colapso financeiro em 2008, mas então uma coisa estranha aconteceu: a mancha de [óleo de] xisto dos EUA começou a crescer, crescer e crescer… causando perdas de produção em outros lugares etc.

Mas agora esse crescimento estagnou. Os EUA ainda produzem prodigiosos 12,3 milhões de barris por dia, tornando-se um líder mundial, já não há muito crescimento: apenas cem mil barris por dia desde o início deste ano, e isso apesar dos preços muito atraentes do petróleo. O gráfico a seguir mostra que a contagem de plataformas de petróleo (que é necessária para sustentar, não importa crescer, a produção, dada a rápida taxa de esgotamento dos poços de xisto) está mostrando um declínio lento, mas aparentemente inexorável, sem se deixar abater por quaisquer flutuações positivas do preço do petróleo.

Rigs nos EUA.

As autoridades americanas têm reclamado amargamente sobre os cortes voluntários de produção da Rússia e da Arábia Saudita. Por que um líder mundial na produção de petróleo acharia adequado reclamar que a participação de mercado de seus concorrentes está diminuindo? Isso porque 12,3 milhões de barris por dia não são suficientes para isso! Os EUA também são importadores líquidos de petróleo de cerca de 2,7 milhões de barris por dia (com base nos números de 2022 e sem contar suas importações de diesel, gasolina e outros refinados). Além do mais, como mostra o gráfico a seguir, o governo dos EUA também massacrou sua Reserva Estratégica de Petróleo (SPR) – um movimento inexplicável, visto que os EUA não estão em guerra e não há grandes interrupções no fornecimento.

O que podemos deduzir de tudo isso?

Reservas de petróleo dos EUA.

Os comerciantes de petróleo e especialistas em energia nos EUA estão ignorando firmemente essas realidades indesejadas, talvez por causa do efeito dos óculos de proteção especiais mostrados acima. Uma olhada superficial nas suas análises de especialistas mostra um interesse doentio na China. Talvez eles devam olhar para baixo e tentar descobrir o que vai segurar as suas próprias calças daqui a alguns anos. E depois há os europeus com sua máfia verde, ainda cortejando moinhos de vento desde a última vez que alguém controlou, ​​e ainda fingindo que alguns ucranianos em um iate de lazer alugado explodiram suas linhas vitais de gás (sic!).

Diminua o zoom para uma visão de satélite da cena. Temos os EUA com 4,23% da população mundial consumindo 15 milhões de barris por dia de petróleo de um total mundial de algo em torno de 100 milhões de barris por dia, e aproximadamente metade desses 15 milhões (a porção de xisto) está programada para desaparecer ao longo os próximos anos. Em média, o mundo pode não estar indo tão mal quanto ao petróleo, mas há um paciente em particular na enfermaria do Pico do Petróleo cujo prognóstico é bastante desesperador. Você consegue descobrir qual paciente é esse?

25/Julho/2023

[*] Escritor, russo.

O original encontra-se em boosty.to/cluborlov/posts/fe5c24d4-7341-45da-9bd2-425cd6a4ed2a?share=post_link e a tradução em sakerlatam.org/que-pico-do-petroleo/

Este artigo encontra-se em resistir.info

27/Jul/23