Não vão nos intimidar!

por PCB

O Partido Comunista Brasileiro (PCB) repudia a atitude do Ministério da Defesa e dos comandantes das Forças Armadas, que ameaçaram, em nota publicada nesta quarta-feira, dia 07/07, as liberdades democráticas, com objetivo de encobrir a participação de um grupo de militares na corrupção reinante no governo Bolsonaro.

Os comandantes e o ministro também objetivam limitar, pela via das ameaças e intimidações, as investigações promovidas pela CPI da Covid-19 e, assim, sustar a queda vertiginosa de popularidade e sustentação política deste governo genocida, antipopular e entreguista. Realizam esta manobra infame sob o olhar cúmplice ou com o apoio do grande capital, que tem na ditadura sem disfarce uma das formas do seu domínio político.

O PCB convoca todas as forças populares e democráticas a responderem nas ruas, nos vários dias de luta já marcados, a mais esta ameaça, que se junta ao genocídio planejado da população, à sabotagem das vacinas e do distanciamento social, ao aumento da inflação e da fome imposta ao país pelo Governo de Bolsonaro e Mourão.

Nenhuma ameaça vai paralisar o movimento popular. Vamos seguir ocupando as ruas e participando ativamente das lutas da classe trabalhadora contra o desemprego, a destruição dos direitos sociais, o desmonte dos serviços públicos, as privatizações e a todos os ataques do capital.

Fora Bolsonaro-Mourão! Impeachment já!
Em defesa das liberdades democráticas!
Pelo Poder Popular no rumo do Socialismo!
Comitê Central do PCB

08/Julho/2021

O original encontra-se em pcb.org.br/portal2/3322/nao-vao-nos-intimidar/

Esta nota política encontra-se em https://resistir.info/ .
10/Jul/21