O aprendiz de "Harry Potter" e a Turquia

por KKE [*]

. O "treino intensivo" que o partido da "oposição oficial" (SYRIZA) efectuou ao longo dos últimos meses continua a um ritmo frenético. Neste, a dita esquerda "governamental" está a prometer tirar a Grécia da crise capitalista, sem perturbar a participação do país no Euro, na UE, na NATO, sem perturbar os monopólios e o seu poder.

Toda a linha de argumentação recorda-nos a do homem que prometia fazer uma omeleta sem partir quaisquer ovos! Bom material para os aprendizes de Harry Potter desta "esquerda" governamental! O SYRIZA aumentou o seu "contacto" não só com círculos da Federação Helénica de Empresas (SEB) como também com os chamados "think tanks", os quais tem sede nos EUA. Numa recente conferência sobre energia, o representante do SYRIZA admirou-se: "É curioso que companhias estado-unidenses estejam mais interessadas na independência da Europa em relação ao gás natural russo do que a própria Europa". Em suma, ele tomou o lado dos americanos contra o capital russo-alemão-italiano com o qual o gasoduto deveria ser construído na nossa região. Por outras palavras, quanto mais o SYRIZA cheira o poder governamental, mais abana a sua cauda.

Mas a própria vida, que é claramente mais rica do que a imaginação humana, provoca os seus próprios... acontecimentos "não previstos" durante este processo. Foi isto o que aconteceu quanto à posição dos partidos gregos em relação às grandes mobilizações populares que estão a ocorrer na Turquia contra o governo Erdogan.

O que é que o SYRIZA dizia até hoje? Vamos ver algumas das declarações de Rena Dourou, um dos quadro do SYRIZA responsáveis pela política externa:

"Graças ao primeiro-ministro Erdogan, que fez um grande progresso ao criar um novo modelo político, não é de estranhar que hoje o povo no Egipto, Tunísia e Líbia estejam a sonhar com o modelo turco" (entrevista no ano passado em Zaman ).

"O partido governamental teve uma importante vitória, a terceira seguida, pois obteve 50% dos votos: a falta de desgaste num partido no poder impressiona. Resumidamente, os elementos deste desempenho excepcional estão relacionados com a democratização que tem sido promovida pelo governo, seu desempenho económico (o crescimento está em dois algarismos), bem como sua ousada e multi-facetada política externa, a qual estabelece pontes com o mundo árabe, o qual por sua vez, após os levantamentos democráticos da Primavera, considera ser a Turquia um modelo a imitar" (jornal Epohi, 20/6/2011).

"A Turquia hoje possui todas as pré-condições para constituir um modelo para os povos da "Primavera Árabe" " ( Modern Diplomacy, 30/12/2011).

Naturalmente, as manifestações populares em massa e militantes na Turquia, bem como a posição do KKE, que imediatamente tomou o lado da luta do povo turco e dos comunistas da Turquia, puderam mudar um bocadinho a postura do SYRIZA quanto à sua posição de admiração, mantida no período anterior, quanto ao "milagre" da Turquia e do seu primeiro-ministro R. T. Erdogan. Assim, o SYRIZA condenou a violência por parte do governo Erdogan, enquanto o quadro acima mencionado exprimia "questões legítimas acerca das suas reais intenções em relação a que modelo de sociedade o primeiro-ministro turco quer impor". Ou seja, se bem que tantas coisas tenham acontecido nos últimos dias a "esquerda governamental" ainda procura descobrir as intenções e o "modelo" de Erdogan e pede-lhe para preencher os "critérios de acesso à UE" como uma... solução. A UE, que é uma união do capital, um união que demonstrou ser uma "cova de leões" para direitos e liberdades do trabalho e do povo.

Na Grécia dizemos: "não se pode esconder a tosse ou o amor". E, realmente, o amor que o SYRIZA tem pela UE e também por Erdogan não pode ser escondido...

[*] Secção de Relações Internacionais do CC do KKE, cpg@int.kke.gr

O original encontra-se em http://inter.kke.gr/News/news2013/2013-06-10-harry-potter-turkey/


Este comentário encontra-se em http://resistir.info/ .
12/Jun/13