A intensificação da militarização e da agressividade da UE

por CWPE

A UE, a NATO e os governos burgueses dos seus estados membros estão empenhados numa escalada da corrida armamentista e no desenvolvimento de planos e preparativos militares, os quais apresentam um sério perigo para os povos. Estes desenvolvimentos reflectem as suas contradições com outros centros imperialistas e potências rivais as quais estão focadas no controle de hidrocarbonetos e de pipelines de energia no Médio Oriente, no Norte de África, no Mediterrâneo Oriental e em outras regiões. Este processo, o qual refere-se a lucros capitalistas e à divisão de fatias de mercado, apresenta um grande perigo para a paz e segurança dos povos, embora seja executado alegadamente em nome dos povos. A UE, como uma união imperialista, está a reforçar a sua militarização. Guiada pela sua "Estratégia global" e pelo Livro Branco sobre a Defesa ela estabeleceu a União de Defesa Europeia e o Fundo relativo à mesma, enquanto ao mesmo tempo tem reforçado a supervisão sistemática da promoção de armamentos pelos estados membros através do Coordinated Annual Review on Defense (CARD).

Dentro do mesmo quadro, a UE está a promover forças e formações militares tendo em vista a criação de um "Exército da UE" tal como a cooperação permanente estruturada (permanent structured cooperation, PESCO), os grupos de batalha, os inter-grupos tanto em competição com os EUA e NATO como em cooperação com eles, servindo em cada caso os interesses dos monopólios europeus.

Em vista destes perigosos desenvolvimentos os povos devem ser organizados e preparados, devem estar vigilantes e fortalecer sua luta contra os planos militares aventurosos, as intervenções e as guerras dos governos burgueses e de organizações imperialistas como a UE e a NATO.

A Iniciativa Comunista Europeia:

- Conclama os povos a condenarem os governos burgueses dos seus países, os quais promovem o reforço de armamentos, o aperfeiçoamento, a extensão e o aumento de bases militares dos EUA, NATO e UE nos seus países bem como as várias concessões dadas a eles para a implementação dos planos imperialistas contra os povos.

- Fortalecer a luta contra a UE, a NATO e todas as alianças imperialistas.

- Lutamos pelo direito dos povos de escolherem independentemente o seu próprio caminho de desenvolvimento, incluindo o direito de se desvincularem da UE e da NATO. Intensificamos nossa luta pelo socialismo, o qual é necessário e oportuno.

29/Novembro/2017
O original encontra-se em www.initiative-cwpe.org/... e em inter.kke.gr/...

Este documento encontra-se em http://resistir.info/ .
04/Dez/17